Gotas Poéticas

 Aparecida Maia Viégas  - Poesias para você

Textos


Coro de Natal
 

Chega o Natal, neste ano mais uma vez,   
época sem igual, onde toda palavra de amor      
deve transformar-se em moeda de paz
emergindo, em coro, do recôndito da alma!
 
Alegre-se! Retorne a desculpar os ofensores.
Não fique a alojar-se na concha de pérolas
do seu coração; distribua solidariedade
aos que pedem migalhas da sua compreensão.
 
Cante! Deixe jorrar a fonte límpida
do seu espírito gentil e abundante
a transbordar inesgotável, todo carinho,
adornando a paisagem em volta dos caminhos.
                              
Escute doces melodias, as forças do bem
e da fraternidade, tais como lâmpadas 
a se manterem vivas, incandescentes,
por onde estiver dia a dia a transitar...
 
Abrace! Aconchegue-se aos seres amados,
e àqueles também sempre  esquecidos,
seja com um doce olhar, um sorriso sereno,
uma palavra amiga e conciliadora.
 
Ore! Lembre-se dos caminhos traçados
pelo amado e Grande Mestre Jesus,
baluarte do Amor e da Humildade,
nascido naquela pequena mangedoura! 

***********************


Deixe seu comentário, obrigada pela apreciação
Cida Maia Oliveira
Enviado por Cida Maia Oliveira em 12/12/2015
Alterado em 05/02/2017

Música: Papo Coral - O primeiro natal - Desconhecido

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de Cida maia Oliveira e o e-mail mvcyd@hotmail.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras